WHATEVER

Archive for maio 2007

Ouvindo o CD da Amy Winehouse é impossivel acreditar que aquela é a voz dela! Principalmente sabendo que ela é inglesa, tem 23 anos e não é negra. Antes de fazerem cara feia escutem o CD, que é maravilhoso, e entrem no site dela e me digam se tenho ou não razão.

E genteeeeeemmmmm tô A – PAI – XO – NA – DA por Mika!!!!!
É bom demais!!!!
E sim, meu lado masculino é uma bicha muito feliz 🙂

I could be brown
I could be blue
I could be violet sky
I could be hurtful
I could be purple
I could be anything you like
Gotta be green
Gotta be mean
Gotta be everything more
Why don’t you like me?
Why don’t you like me?
Why don’t you walk out the door!

AH! O novo do The Rakes também é muito bom, viu?

A Bia me contou que saiu uma lista sobre os albuns que marcaram as últimas 4 décadas e que todos eles foram lançados em anos terminados com 7.
Como assim? É o seguinte:

1967 – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (The Beatles)

1977 – Never Mind The Bollocks (Sex Pistols)

1987 – Joshua Tree (U2)

1997 – OK Computer (Radiohead)

Daí, como esse é um ano que termina em 7 (2007), qual será o album que vai marcar a primeira década do ano 2000?
Esse ano já foram lançados os do Arctic Monkeys, Kaiser Chiefs, Arcade Fire, Bloc Party, The Rakes, Bjork, Beck, The Good, The Bad and The Ugly, The Bravery e outros que não lembro.
Em quem vocês apostam?
Digam, dêem palpites!
Quais discos faltam na lista de 2007?

Ainda falando sobre televisão, documentários e tal, outro dia eu tava vendo um sobre O Cálice Sagrado. Claro que no início quando começaram a contar as lendas que envolviam o Rei Arthur e seus cavaleiros, sua busca incansável ao Cálice Sagrado, qual foi a primeira coisa que me veio à cabeça?
O filme do Monty Python, CLARO!
Pior!
A imagem do Graham Chapman vestido de Arthur e o John Cleese de Lancelot indo salvar o Terry Jones.
Depois disso desisti de continuar vendo o documentário (que na verdade tava super chato), liguei o DVD e fui ver Em Busca do Cálice Sagrado.

*NIIII!!!!

Fico impressionada com a capacidade que algumas pessoas têm de usar o poder de abstração para criar algo incrível. É o caso do Hergé, que sem ter saído de sua escrivaninha conseguiu criar todo o universo do Tintim, levando-o a viajar pelo mundo, desenhando tudo com detalhes quase que fotográficos sem nunca ter visitado qualquer um desses lugares.

Adoro histórias de pessoas que conseguem usar as dificuldades a seu favor, e foi isso que ele fez. Sua criação muito rígida, o casamento quase que forçado e toda a sua realidade o tornaram um homem recluso, mas sem se deixar tornar amargo. Criou um alter-ego que pudesse viajar pelo mundo com liberdade e daí o resto é história.

Tudo isso descobri vendo o documentário “Tintim e Eu” onde o próprio Hergé falava de sua vida e de seu personagem. De como foi dificil quando a Alemanha invadiu a Bélgica e ele teve que mudar o foco das aventuras do Tintim para outras mais fantásticas, para não ter problemas com os nazistas.

Foi impressionante conhecer melhor esse gênio, passar a gostar mais ainda das histórias e saber mais detalhes sobre os personagens e suas influências em sua vida. De como, ao amadurecer, ele deixou de ser cada vez menos o Tintim e cada vez mais o rabujento e divertido Capitão Haddock.

Que bom que o Spielberg e o Peter Jackson vão fazer um filme do Tintim.
É uma homenagem mais do que merecida ao Hergé!

ARGH!
Que ódio de Grey’s Anatomy.
Por forças além da minha vontade, não consegui ver às 21h e fiquei acordada até às 2h para saber o que ia acontecer com a Meredith e a porcaria do episódio continua na semana que vem?!
Tudo bem, pra acabar logo com a palhaçada já to baixando os DOIS próximos episódios! hmpf!
Mas tirando a agonia de saber o que ia acontecer com ela até que tá meio chato, né?
Não aguento mais a eterna disputa entre a Cristina e o Burke e sim, o O’Malley se precipitou em casar com a mal resolvida da Callie. Agora ninguem merece o McDreammy achar que a Meredith tentou se matar por causa dele!
Bom, que ela não vai morrer é claro, mas que eu tô nervosa, eu tô….

Conselho: Não entrem no site oficial da série, porque logo na primeira tela tem um filminho resumo do último episódio que passou lá nos EUA e daí você acaba descobrindo spoilers indesejados.

Ainda sobre o mesmo assunto, queria poder bater os pés com meus sapatinhos de rubi e cair lá em São Paulo, pra ir na exposição do Bob Gruen.
O cara é foda!
Foi amigo dos grandes e acabou virando fotógrafo pessoal do Lennon, quando esse foi morar em NY.
Várias fotos famosas de grandes roqueiros são dele, como a do Sid Vicious todo sujo de mostarda, a do Ramones na frente do CBGB e a do Lennon em frente a estátua da Liberdade. Além de muita capas da Rolling Stones.
Podia vir pro Rio, porque pra Sampa não vou poder ir tão cedo 😦
Além do que público aqui teria. Tem muito carioca louco pra ver essa exposição.

Galera!
Vamos nos unir!
Vamos mandar um abaixo assinado pro Supla, que é o curador da mostra, hehehe.

*O título é em homenagem à amiga Gabi

Eu sumi porque na semana passada fui abduzida pelos macacos alados da Bruxa Má do Leste (ou Oeste? whatever…), que me prendeu na torre do castelo até eu terminar todo meu trabalho.
Tentei jogar água nela, mas ela não derreteu!
Então, hoje achei esse computador e aproveitei pra usar meu blog pra pedir pro mágico me fazer voltar pra casa mais cedo, dar coragem pro leão, um cérebro pro homem de palha e um coração pro homem de lata. Além de fazer setembro chegar logo…


Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 4 outros seguidores

Tuitando:

Flickr Photos

Blog Stats

  • 16,740 hits